Resenha do livro: GARRA - O poder da paixão e da perseverança de Angela Duckworth • Sem desistir
outubro 05, 2016

Resenha do livro: GARRA – O poder da paixão e da perseverança de Angela Duckworth

Recentemente comecei a ler o livro “Garra: O poder da paixão e da perseverança” de Angela Duckworth (Editora Intrínseca, tradução: Donaldson M. Garschagen e Renata Guerra, 2016, 336 páginas) e achei tão interessante que resolvi fazer uma pequena resenha dos quatro primeiros capítulos, o que corresponde a aproximadamente 25% do livro.

Selecionei os principais trechos e ideias que considero úteis para aplicar nesta jornada dos concursos públicos sem contextualizar exatamente neste cenário.

Acredito que quem já está nesta caminhada há algum tempo poderá facilmente encontrar várias associações e também quem está só começando pode aprender com os ensinamentos da autora, que sempre se referem a sucesso de um modo geral.

Ao longo do livro a autora discorre sobre vários estudos de casos de sucesso para tentar demonstrar sua teoria de que o sucesso depende de talento + esforço para desenvolver uma habilidade e que o êxito depende desta habilidade + esforço. Assim, por mais que o talento seja valioso, o esforço conta em dobro.

Em muitos trechos, o livro lembra um pouco o estilo da obra do Malcolm Gladwell, “Fora de série – Outliers: Descubra por que algumas pessoas têm sucesso e outras não”, que, por sua vez, tem outro objetivo: o de demonstrar que existem inúmeros fatores externos (que poderiam ser chamados de sorte, coincidência ou oportunidade) que determinam o sucesso, mas que ele sempre depende também do esforço, não bastando apenas o talento – esse livro é outro que merece uma resenha só pra ele.

Em seu livro, Angela Duckworth destaca:

“Sem esforço seu talento não passa de potencial não concretizado. Sem esforço, sua habilidade não passa do que você poderia ter feito, mas não fez. Com esforço, o talento se transforma em habilidade e, ao mesmo tempo, o esforço torna a habilidade produtiva”.

Ao tentar definir o que é garra a autora se posiciona no sentido de que esta possui dois componentes: paixão e perseverança. O primeiro elemento está relacionado à capacidade de permanecer trabalhando em um objetivo a longo prazo e o segundo diz respeito à força de vontade, determinação e tenacidade. Ademais, a autora sustenta que mais importante do que intensidade é a constância. A garra tem mais a ver com resistência do que com intensidade. Relaciona-se, em suma, com a capacidade de continuar perseverando apesar dos obstáculos da vida.

No livro, a autora conta uma história de uma pessoa que ouviu uma de suas palestras e foi falar para ela como estava se empenhando em seu projeto, para demonstrar sua garra, que considerava extraordinária. Então, segue um trecho do diálogo retratado no livro:

“- (…) pular de uma profissão para outra, de uma área para outra totalmente diferente… não é isso o que as pessoas que têm garra fazem.

– Mas e se eu mudar de atividade várias vezes e me dedicar muito nesse percurso?

– Garra não é só se dedicar muito. Isso é apenas uma parte.

Silêncio.

– Por quê?

– Bem, para começar, não há atalhos para a perfeição. Especializar-se de fato em alguma coisa, solucionar problemas realmente espinhosos, tudo isso leva tempo. Mais do que a maioria das pessoas imagina. E depois você precisa aplicar essas habilidades e produzir bens ou serviços importantes para as pessoas. Roma não foi feita em um dia.

Como ele estava ouvindo, prossegui:

– E vou lhe dizer o que é realmente importante. Garra tem a ver com você trabalhar em algo que valoriza tanto a ponto de querer permanecer leal a essa atividade.”

A autora ainda aponta que, por mais estranho que pareça, para a maioria das pessoas, manter-se focada nos mesmos objetivos ao longo do tempo é mais difícil do que trabalhar duro e superar obstáculos.

“O entusiasmo é comum. Já a tenacidade, não.”

O sucesso, portanto, tem muito mais a ver com manter a mesma meta definitiva a longo prazo e organizar metas diárias e intermediárias em função desse objetivo.

É preciso ter em mente que tempo e energia são limitados, então toda pessoa que busca o sucesso deve fazer escolhas e decidir o que vai e o que não vai fazer. Em regra, também será preciso se esforçar para alcançar seu objetivo por um tempo maior do que você julga necessário. Assim, algumas vezes exige-se certa flexibilidade nas metas intermediárias para alcançar o objetivo maior.

Outro trecho excelente do livro é quando é destacado que é muito comum falar “se não conseguir tente de novo”, quando seria melhor aconselhar “tente, tente de novo, depois tente uma coisa diferente”. Afinal, se você já viu que não teve resultados desta forma, vale mesmo a pena continuar seguindo o mesmo método?

O livro ainda possui mais duas partes apontando as dicas da autora de como “cultivar a garra de dentro para fora” e “cultivar a garra de fora para dentro”. A linguagem é leve e de leitura rápida e, ao menos na primeira parte, que fala sobre o que é garra e sua importância, apresenta o resultado de diversos estudos científicos e casos de sucesso que levaram a autora a chegar nas conclusões que defende no livro (como mencionei acima, lembra um pouco o estilo do Gladwell, mas o foco de cada obra é bem diverso). No livro Garra: O poder da paixão e da perseverança, Angela Duckworth parte para o viés mais psicológico para explicar as razões porque uma pessoa consegue ter mais persistência e paixão em suas metas.

Espero que essas ideias façam vocês refletirem sobre a jornada dos concursos e permanecerem firme na meta que almejam para suas vidas, pois, em geral, a busca pela aprovação em provas de alto rendimento é um plano de longo prazo e mais importante do que a intensidade é a constância.

Comments

comments


Comente via Facebook

Comente no blog

Uma resposta para "Resenha do livro: GARRA – O poder da paixão e da perseverança de Angela Duckworth"

Marina - 07, outubro 2016 às (18:22)

Obrigada por compartilhar um pouco do livro! Gostei muito!!

Sem dúvida, são palavras que valem para todos nós concurseiros, iniciantes ou não nessa jornada.

Responder

Sem desistir • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por