A força de uma mulher determinada • Sem desistir
novembro 20, 2015

A força de uma mulher determinada

poppies-384926_640O instagram está cheio de perfis de concurseiras, algumas “apenas” estudantes, algumas trabalhadoras, algumas esposas, algumas mamães.

Eu nunca tinha parado para pensar no tamanho da diferença entre os homens e as mulheres quando se preparam para concursos, afinal os certames visam justamente assegurar a isonomia e selecionar em razão do mérito.

Até quando saiu o resultado do meu concurso e notei que entre os 20 primeiros colocados apenas 2 são mulheres (10%). Mais recentemente, com o resultado da primeira fase da PFN, observei que entre os 40 primeiros apenas 20% são mulheres.

Sempre soube que mulheres são um pouco mais sensíveis (tirando por mim, MUITO mais), o que acaba influenciando um pouco (muito) mais na dificuldade de ter foco e abrir mão de certas coisas.

Sei que para mulheres é bem mais difícil tomar a decisão de estudar para um concurso que pode te fazer morar longe de casa, da família, do namorado.. É mais difícil explicar para o marido/noivo/namorado que tem outra prioridade naquele momento e que precisa de tempo para se dedicar ao seu projeto de vida sem que isso signifique pôr fim ao relacionamento, que precisa dos fins de semana para estudar e que as vezes vai exagerar nos comentários sobre qualquer coisa relacionada a concursos.

Eu entendo tudo isso, passei por isso e sei que não é simples, mas acho uma pena porque sei que o potencial que muitas mulheres possuem acaba adormecido por fatores externos como a “necessidade” de dar conta de tudo e carregar o mundo nas costas.

Essa reflexão foi só para falar que você mulher precisa acreditar em você antes de todos outros. Dedique-se ao seu objetivo. Não é fácil, mas vai valer a pena! Invista em você! Se você não fizer ninguém mais fará. E acredite: “não existe força maior do que a força de uma mulher determinada”!

Comments

comments

porSem Desistir

Nas tags:

Comente via Facebook

Comente no blog

Uma resposta para "A força de uma mulher determinada"

Kinna - 23, novembro 2015 às (13:13)

Já havia notado isso também e para mim, além dos motivos que você já elencou, há a dupla/tripla jornada a que a mulher é imposta socialmente (afazeres domésticos, educar os filhos + cuidados estéticos). Claro que para ser uma boa concurseira, há de se deixar um pouco de lado também essa tripla jornada, senão o tempo livre vai ser muito menor do que o de que dispõe os candidatos do sexo masculino.

Responder

Sem desistir • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por