Como passei na 1ª fase da PGE • Sem desistir
agosto 27, 2015

Como passei na 1ª fase da PGE

blocodenotasQuem leu o post anterior notou que meus estudos para concurso apenas tiveram início de verdade com foco e disciplina em outubro de 2014 tendo como base em um edital recém publicado de concurso para PGE. O edital da colaborou um pouco, pois não caia as disciplinas de penal, processo penal, nem empresarial. Restavam, portanto, as matérias básicas de qualquer concurso de procuradoria: constitucional, administrativo, tributário, processo civil, civil, ambiental, trabalho, processo do trabalho e previdenciário.

Dessa vez eu estava determinada e meu objetivo era esgotar o todo o conteúdo do edital. Muita coisa eu já havia estudado na faculdade, para oab ou nesses meses de estudo para concurso indisciplinados, mas algumas coisas também nunca tinha lido antes.

Inicialmente tentei seguir um planejamento padrão disponibilizado por um desses cursos gratuitamente e então passei 3 semanas apenas estudando processo civil, administrativo e constitucional (começando ainda em setembro). Depois percebi que seguindo o planejamento padrão eu não conseguiria acabar a tempo, pois não levava em conta as minha facilidades e minhas dificuldades em cada matéria.

A partir de então montei um cronograma abrangendo todas as matérias do edital durante a semana, colocando cada matéria para um turno e estabelecendo horários específicos para ler a Constituição, para revisões, questões e simulados. Eu nunca havia estudado fazendo revisões antes e nem todos os dias eu cumpria o meu cronograma, mas tentava segui-lo o máximo possível. Estipulei como meta 8 horas diárias, as vezes conseguia mais, as vezes menos. Dividi a matéria de cada semana de acordo de quantas ainda faltavam para a prova.

Eu costumava marcar minhas horas de estudo com o aplicativo “Aprovado” e vocês podem ver minha evolução nestes dois meses que antecederam a prova nestes gráficos abaixo:

IMG_6239

Nesse período, optei por livros menores, pois estava correndo para acabar o conteúdo a tempo da prova. Então minha bibliografia para essa primeira fase foi basicamente a seguinte:

Constitucional: li a CF completa mais de 3 vezes, li a parte de Poderes por Marcelo Novelino e o restante por resumos (em muitas matérias usei o resumo que vem ao final de cada matéria no Revisaço para AGU/PFN da Ed. Juspodivm).

Administrativo: sinopse para concursos da ed. Juspodivm (eu já tinha muita bagagem desta matéria por ter feito OAB em administrativo e ter lido vários livros na faculdade).

Processo civil: alguns pontos pelo livro de Daniel Assumpção e alguns pontos apenas por resumos. Diferencial -> Li o livro “A Fazenda Pública em Juízo” de Leonardo da Cunha completo, fazendo anotações esquematizadas.

Tributário: Sinopse para concurso + a parte de tributos estaduais do livro Tributos em espécie, ambos da Ed. Jus Podivm.

Direito Civil: estudei pelo material que tinha das aulas do curso de isolada de Cristiano Chaves do CERS.

Trabalho e Processo do Trabalho: livros da coleção tribunais e MPU da ed. Juspodivm.

Previdenciário: já havia lido antes a sinopse de Frederico Amado da ed. Juspodivm, então apenas revisei a matéria pelo Revisaço e leis previdenciárias.

Ambiental: estudei pelo material de apoio da isolada de Frederico Amado no CERS – o que é praticamente o mesmo que o livro dele “Resumo de direito ambiental esquematizado” – e li as leis ambientais.

Muita gente pergunta: é mesmo necessário ler o livro “A Fazenda Pública em Juízo”? Eu já havia lido “O Poder Público em Juízo” da Ed. Juspodivm, que é praticamente uma versão mais resumida e direta do conteúdo do livro de Leonardo da Cunha, então porque foi ler um livro tão grosso na véspera da prova? Por um motivo muito simples. Eu achei a leitura do livro da juspodivm muito rápida e achei que não foi o suficiente para consolidar a matéria na minha memória. Eu gosto de ler livros grandes, com uma explicação mais profunda para absorver bem o conteúdo. E funcionou muito bem para mim ler e esquematizar “A Fazenda Pública em Juízo”, mas aviso desde logo que não é um livro simples, exige um pouco mais de paciência e atenção para o entendimento atual dos tribunais superiores, pois o autor apresenta muitas posições minoritárias na doutrina e na jurisprudência.  

Na semana antes da prova, li todas as súmulas do STF e STJ, as principais leis administrativas e outras leis específicas e revisei um pouco do meu material.

Também é importante falar que nesses dois meses eu não deixei de viver só para estudar. Eu ia para a academia 4 vezes na semana, tinha as sextas a noite livres e estudava em média 4 horas por dia no sábado e no domingo. O que eu pude perceber com a minha experiência é que com muita disciplina e esforço todo mundo consegue alcançar o objetivo. Se ainda existirem dúvidas sobre algum ponto desse post deixem aqui nos comentários que vou procurar responder a todos.

OBS: a bibliografia que apontei acima não é a melhor nem a mais indicada para concursos de advocacia pública, é apenas a que eu usei nesse período bem específico de preparação para essa prova. Bibliografia é algo muito pessoal que depende do conhecimento de cada pessoa e especialmente do tempo disponível até a prova.

Comments

comments

porSem Desistir

Nas tags:

Comente via Facebook

Comente no blog

12 Respostas para "Como passei na 1ª fase da PGE"

Valéria - 29, setembro 2015 às (22:32)

Como VC estudou os informativos nesse curto espaço de tempo? Leu só a versão resumida do dizer o direito? E as questões, VC fazia todos os dias? Obg pelo relato, mto incentivador.

Responder


@semdesistir - outubro 1st, 2015 às10:30 am respondeu:

Os informativos eu só consegui ler mesmo com disciplina depois da 1 fase. Sempre li pela versão completa do dizer o direito. E sobre questões fazia todos os dias, salvo quando não dava tempo por causa da meta do dia.

Responder


valeria - outubro 3rd, 2015 às10:05 am respondeu:

obg por responder a todos. já coloquei pra seguir TUDO aqui. tu conseguiste passar na 1ª fase estudando dps do edital, né? serei leitora assídua, me identifiquei em muitos ponto ctg. beijo enorme!

Responder


@semdesistir - outubro 3rd, 2015 às5:12 pm respondeu:

Eu já estudava antes para concursos de procuradoria fazia quase 1 ano quando saiu o edital da PGE RN, mas de maneira bem indisciplinada e sem nenhum planejamento. Só consegui organizar meus estudos após o edital. Um bom planejamento e disciplina fazem toda a diferença! Beijo

Responder

@semdesistir - 01, outubro 2015 às (10:33)

Obrigada!! Posso fazer um post falando da PGE PR especificamente sim, mas acho que cada prova é uma prova e minha preparação no mês anterior varia em função da prova que vou fazer e da minha necessidade específica naquele momento. Ex: depende da banca; se tem conteúdo no edital que ainda não estudei, etc. Beijo

Responder

@semdesistir - 01, outubro 2015 às (10:36)

Obrigada, Camila! Farei outros posts sobre como foi minha preparação para as outras provas. Beijos

Responder

Marcos Campos - 01, outubro 2015 às (11:11)

Parabéns pela aprovação!

A minha dúvida mesmo é quanto à preparação para a 2a fase…Como você fez? Comprou livros de prática? Se sim, quais? Recomenda algum cursinho específico para a subjetiva e prática?

Responder


@semdesistir - outubro 2nd, 2015 às12:18 pm respondeu:

Obrigada, Marcos! Eu vou fazer outro post especificamente sobre a segunda fase, mas te adiantando um pouco: comprei livro de prática sim, mas achei bem simples (de Helton Kramer Lustosa). O principal é treinar muito, recomendo cursos que façam correção individual de muitas peças até a prova.

Responder

Anna Catarina - 14, outubro 2015 às (16:30)

Parabéns!!! E grata por compartilhar sua experiência!
Me diga como vc fez as revisões..tem sido a pedra no meu sapato.
Grata!

Responder

Mari - 24, novembro 2015 às (21:42)

Gostaria de saber tb como fazia as revisões.

Responder

Nathalia Machado - 25, novembro 2015 às (18:22)

Parabéns pelo sucesso!!! Você poderia repassar seu resumo da Fazenda Pública em Juízo?
Grata,
Nathália Machado

Responder


@semdesistir - novembro 26th, 2015 às9:55 pm respondeu:

Obrigada! Eu escrevi tudo à mão não dá pra repassar assim. Quem sabe no futuro não digito e publico aqui?

Responder

Sem desistir • todos os direitos reservados © 2018 • powered by WordPress • Desenvolvido por Responsivo por